SEMANA CORAL DE LAGOA


 

CRAMOL



A aventura começou num atelier em Oeiras no seio da associação cultural Biblioteca Operária Oeirense (1933). Aí, um grupo de jovens mulheres decide aprender e reencontrar um canto primevo de muitas sonoridades. As apresentações públicas tornaram premente a formação de um grupo autónomo e de nome próprio. Assim nasce o Cramol. Concertos e espectáculos: centenas por todo o País e no estrangeiro Londres (Inglaterra), Frankfurt (Alemanha), Rennes (França), Barcelona e o mítico Théâtre de la Ville em Paris (1986). Rádio: WDR (Alemenha), Radio France Internationale, France Culture (emissão especial de 7 horas), Universidade de Viena (Áustria), Malawi (com Donald Kachamba - música kwela) e Antena 2. Teatro: as vozes do Cramol fizeram-se ouvir em peças do Teatro A Comuna (A Pécora de Natália Correia, 1983), do Teatro Ibérico (A Celestina de Fernando Rojas), do Teatro O Bando (Os Bichos e Pino do Verão-Oeiras). Cinema: "Morte Macaca" de Jeanne Waltz. Dança: participação ao vivo na coreografia do francês Jean-Jacques Sanchez (Compagnie Lazza). O palco foi partilhado com gente como: Urban Sax (França), Donald Kachamba (Malawi), Uxia (Galiza), Júlio Pereira, Duplex Longa, José Mário Branco, Sons da Lusofonia, Amélia Muge, Moçoilas, Danças Ocultas, Camané, Segue-me à capella e Gaiteiros de Lisboa, entre outros. "

Há uma intervenção despretensiosa e natural nos seus temas, aliada a uma visão algo romântica que renasce continuadamente nos seus textos, e se revive de uma voz, com um timbre bem peculiar, e uma guitarra mano a mano. 

Trabalhou em vários projectos nos mais variados estilos musicais, quer seja com temas de sua autoria, ou de grandes cantautores portugueses, tais como José Afonso, Adriano Correia de Oliveira, José Mário Branco, Fausto, entre outros.  

Nos seus registos discográficos já participaram algumas personalidades conhecidas como Kalu, dos Xutos e Pontapés, e Luís  Jardim, produtor do seu 1º disco de originais “Quero ser Humano”. 

Ultimamente tem realizado vários espectáculos acompanhado do grupo Canto Livre, onde podemos assistir a uma fusão muito bem conseguida dos estilos e experiências pessoais de cada músico do grupo. Uma mistura de arranjos e sonoridades, de estilos tradicionais e também urbanos e modernos, fazendo igualmente referência e homenagem aos cantautores portugueses que marcaram e ainda marcam gerações.


Dirigido por 
Eduardo Paes Mamede

Eduardo Paes Mamede nasceu em Lisboa e estudou no antigo Centro de Estudos Gregorianos, onde foi aluno, entre outros mestres, de Frederico de Freitas. Estudou ainda   pedagogia Orff e frequentou o Curso de Educação pela Arte do Conservatório de Lisboa. Como investigador desenvolveu trabalho de campo para recolha e estudo de Música Tradicional durante a década de 70. Como divulgador colaborou em diversas publicações, na Rádio Comercial, e realizou conferências no estrangeiro sobre temas de música popular urbana. Como actividade pedagógica refira-se a sua participação em diversos Cursos e Encontros de Animadores Culturais e ainda a direcção de Coros e grupos Instrumentais. Leccionou Tecnologias da Informação e Comunicação na Escola Superior de Educação de Lisboa. Como compositor, produtor discográfico e/ou orquestrador participou em muitos discos de música popular e erudita,  e em produções para  televisão e cinema. Foi responsável pelo Departamento de Produção da Sassetti (1982/85). É  autor de diversas peças de música de câmara e “lied”. A partir de 1982 tem escrito regularmente música para inúmeras produções teatrais, principalmente para as companhias Comuna e Novo Grupo. Dirige, desde Setembro de 1994 o Grupo Vocal Da Capo de Carcavelos e o Cramol – Canto tradicional de mulheres – desde 2003.



  


Calendário 2017

Sábado, 13 de Maio, 21h30
CONCERTO DE ABERTURA
"ADIEMUS" de Karl Jenkins
THE N10 CHOIR - Coro Feminino (Londres, Inglaterra)
Igreja Matriz de Porches

Domingo, 14 de Maio, 16h30
THE N10 CHOIR - Coro Feminino (Londres, Inglaterra)
CORAL IDEIAS DO LEVANTE (Lagoa, Algarve)
Convento S. José, Lagoa

Quinta-feira, 18 de Maio, 21h30
CORAL IDEIAS DO LEVANTE (Lagoa, Algarve)
GRUPO CORAL DA SOCIEDADE FILARMÓNICA SILVENSE
Percurso performativo, 20h30
Igreja Matriz de Ferragudo

Sábado, 20 de Maio, 16h30
VOX ANGELIS
Concerto de Música Sacra Mariana e de Cânticos de Fátima
Percurso performativo, 15h00
Igreja Matriz de Estômbar

Sábado, 20 de Maio, 21h30
VOX ANGELIS
Concerto de Música Sacra Mariana e de Cânticos de Fátima
Igreja Matriz de Porches

Domingo, 21 de Maio, 16h30
VOX ANGELIS
Concerto de Música Sacra Mariana e de Cânticos de Fátima
Igreja Matriz de Lagoa




Organização e apoios


Organização em parceria entre
a Associação Ideias do Levante
e o Município de Lagoa (Algarve)


  

Agradecimentos especiais


União Freg. Lagoa/Carvoeiro
Freg. e Paróquia de Ferragudo
Centro Pastoral de Ferragudo
Região de Turismo do Algarve
Grupos participantes
Vale d'El Rei - Suites & Villas 
Sonarsis - Artes do Som 
Comunicação Social, Inforarte  
Bombeiros Voluntários de Lagoa 
Solidó - Instrumentos Musicais
Locauto Rent-a-car, Pingo Doce
Estorninho.biz, Algarpalcos 
Florista Frescura (Lagoa)
A Tasquinha - Restaurante&Bar 
Restaurante "Barca Velha"
Don Rodrigo - Cibercafé
Pastelarias Algarve, Chill Inside,
Orquídea e Alma Doce 
Snack Bar Casa das Artes
Ourivesaria Cintilante
Photos4Life
Comunicação social



A Semana nas Redes sociais


Siga-nos no Facebook!
Acompanhe o desenrolar do Festival nas redes sociais!

Visite Lagoa!
Descubra as maravilhas deste concelho algarvio, através de pequenos vídeos e fotografias. 


Apoie a Semana Coral


Saiba como apoiar este evento que teve o seu início a 11 de Outubro de 1999. 

Direitos reservados à Ideias do Levante e ao Município de Lagoa| Powered by estorninho.biz| Entrar